Custom Search

Defesas comum

Contra drogas e o álcool

Para nos proteger contra os pensamentos incômodos, sentimentos e experiências, desenvolvemos um conjunto de reações automáticas mental chamada defesas (ou mecanismos de defesa). Estes mecanismos começam na infância e são uma parte normal do desenvolvimento.

Defesas nos protegem nossa mente consciente contra sentimentos dolorosos, pensamentos e situações em nossas famílias e vidas.

Defesas protegem contra a dor

Defesas nos proteger de realidades dolorosas. Ela filtrar coisas que não queremos reconhecer, e elas mudam nossas percepções assim que as coisas se sentem mais confortável.

Em certo sentido, as defesas distorcer a realidade, e na medida em que elas distorcem a realidade, podem causar problemas no nosso funcionamento do cotidiano, especialmente nas relações interpessoais.

Defesas causam problemas porque mantêm as pessoas de chegar a um consenso sobre o que é verdadeiro ou real, ou justo. É como se nós estivéssemos falando línguas diferentes, com nos mesmos.

Defesas da Toxicodependência

Defesas são normais.

Todos nos temos e usamos elas, mas pessoas viciadas usám para manter comportamentos de dependência e pensamentos. Como dependência avança, as defesas se tornam mais e mais poderosas e rígidas, escondendo as conseqüências piores do comportamento viciante.

Parte da recuperação é olhar a realidade e assumir a responsabilidade pelas conseqüências desconfortáveis da nossa adição. Isso muitas vezes significa o desenvolvimento de defesas mais maduras que permitem pensamentos mais flexível e de formas mais honestas e saudável de viver no mundo.

Defesas vêm em muitas formas diferentes.

Podemos fechar os olhos para as conseqüências destrutivas de usar, ou podemos explicar nossa dependência embora de maneira intelectual que nos salva de ter que sentir.

Outra defesa comum é culpar, durante os quais encontramos a falha em alguém para evitar olhar para as nossas próprias responsabilidades.

A seguir, são defesas comuns:

Negação:

Recusando-se a admitir ou reconhecer que a nossa bebida ou o uso de drogas tornou-se um problema. (Eu posso parar a qualquer momento que eu queira. Usar drogas não é tão ruim assim.)

Isolamento:

Removendo, nos da companhia de familiares e amigos com a finalidade de manter um hábito químico.

Racionalização:

Dando razões para explicar por que beber ou usar. (Eu bebo porque eu odeio o meu trabalho.)

Culpar:

Transferindo a responsabilidade por nosso comportamento para outras pessoas. (Eu não beberia se minha esposa me tratar-se bem.)

Projeção:

A rejeição dos nossos próprios sentimentos atribuindo, os a outra pessoa. (Porque é que aquele idiota estúpido e tão hostil?)

Minimizando:

Recusando-se a admitir a magnitude da quantidade utilizada. (Eu só tomei duas bebidas. Não é um problema.)

Author: nilo48

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. Adolescentes e drogas | adolescentes contra drogas e gangues - […] Defesas comum contra drogas e o álcool […]
  2. Abuso de Drogas em crianças, adotadas Natureza e criação - [...] Defesas comum comtra drogas eo alcool [...]
Share This

Share This

Curta este site informações neste site podem salvar vidas! Curta este site e mande para os seus amigos