Guerra contra as drogas, O quê fracassou?

Custom Search

Apesar de gastar US $ 1 trilhão de dólares, na guerra contra as drogas o Estados Unidos,  não alcançou o objetivo.

Depois de 40 anos, a guerra contra as drogas custou 1 trilhão e centenas de milhares de vidas.

O que aconteceu ?

O uso de drogas esta desenfreado, e a violência ainda mais brutal, e generalizada.

O secretário antidrogas dos EUA admite que, a estratégia não funcionou.

” No grande esquema, não foi bem sucedida”, o secretário antidrogas dos USA disse à Associação de Jornalistas. ” Quarenta anos depois, a preocupação com as drogas e o problemas relacionados com as drogas, continua o mesmo! Se alguma coisa mudou, foi ampliou, e intensificou.”

O Estados Unidos agora quer” reduzir o uso de drogas e o grande dano que ela causa,” com uma nova política nacional que diz tratar o uso de drogas mais como uma questão de saúde pública, concentrando mais na prevenção e tratamento.

No entanto, o governo aumentou os gastos com interdição e aplicação das leis a níveis recordes, tanto em dólares em termos percentuais, este ano serão usado US $ 10 bilhões de seu orçamento de 15,5 bilhões de dólares americanos para o controle das drogas.

O secretário antidrogas, que coordena todas as políticas anti- drogas federais, diz que vai levar tempo para que os gastos se coincida com a retórica .

“Nada acontece em uma noite “, disse ele . “Nós nunca trabalhamos o problema das drogas de forma holística. Vamos prender o traficante de drogas, mas vamos deixar o vício.” temos que deixar o vicio seguir o seu caminho, e nos concentrar, em prevenção.

Algumas pessoas tem problema com isso.

Alguns insistem que nossa sociedade seria muito pior hoje se não tivesse havido a guerra contra as drogas .

O abuso de drogas chegou a nível nacional em 1979 e, apesar das flutuações, permanecerem abaixo desses níveis, diz ele. Julgando a guerra às drogas é complicada:

Registros indicam que o uso e abuso de maconha e drogas de prescrição estão subindo, enquanto o uso de cocaína é muito baixo. As apreensões estão em alta, é a disponibilidade tambémm.

“Dizer que, todas as coisas que foram feitas na guerra contra as drogas não fizeram qualquer diferença, é ridículo”, disse Walters. ” E destruir tudo o que fizemos . Ele está dizendo que todas as pessoas envolvidas no enforcamento das leis, e tratamento foi perda de tempo  Ele está dizendo que todo o trabalho dessas pessoas foi equivocado “.

Em 1970, eram hippies fumando maconha, cheirando cocaína,  e ácido.

Os soldados estavam voltando do Vietnã viciado em heroína. Aguerrido presidente Richard M. Nixon surpreendido em uma nova guerra, que ele pensou que poderia ganhar.

“Esta nação enfrenta uma grande crise em termos de aumento do uso de drogas, especialmente entre os nossos jovens “, Nixon disse que ele assinou o compreensivo, novas Lei de Controle e prevenção do Abuso de Drogas . No ano seguinte , ele disse: “o inimigo público número 1 nos Estados Unidos é o abuso de drogas . A fim de combater e derrotar esse inimigo , é necessário empreender uma nova ofensiva total “.

O primeiro orçamento de combate às drogas foi de US $ 100 milhões. Agora é 15.100 milhões de dólares, 31 vezes a quantidade do primeiro orçamento, mesmo quando ajustado pela inflação .

Usando o ato de liberdade de informação, pedidos de registros de arquivos, sobre os orçamentos federais e dezenas de entrevistas com líderes e analistas, a AP monitorou onde esse dinheiro foi, e concluiu que os Estados Unidos aumentaram repetidamente o orçamentos para programas que pouco fez para deter o fluxo de drogas.

Em 40 anos, os contribuintes gastaram em:

– $ 20 bilhões para combater as gangues de drogas em seus países de origem. Na Colômbia, por exemplo, os Estados Unidos gastou mais de US $ 6 bilhões, enquanto o cultivo de coca aumentou eo tráfico mudou para o México – ea violência junto com ele.

– $ 33 bilhões em marketing de “Just Say No” “DIga  não as drogas ” mensagens de estilo para a juventude da América e de outros programas de prevenção. Estudantes do ensino médio relatam as mesmas taxas de uso de drogas ilegais, como fizeram em 1970, e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças diz overdoses de drogas têm ” aumentado de forma constante ” desde o início da década de 1970 para mais de 20 mil no ano passado.

– 49000 milhões dólares para a aplicação da lei ao longo das fronteiras dos Estados Unidos para cortar o fluxo de drogas ilegais. Este ano, 25 milhões de americanos vão cheirar, engolir, injetar e fumar drogas ilícitas, cerca de 10 milhões a mais que em 1970, com a maior parte das drogas importadas do México.

– 121 bilião de dólares para prender mais de 37 milhões de infratores não violentos, cerca de 10 milhões deles por posse de maconha. Estudos mostram que o tempo de prisão tende a aumentar o consumo de drogas.

– 450 $ bilhões para manter as pessoas em prisões federais. No ano passado, metade dos presos federais nos EUA estavam servindo sentenças por delitos com drogas.

Ao mesmo tempo, o abuso de drogas ésta a custar à nação de outras maneiras. O Ministério da Justiça estima que as conseqüências do abuso de drogas – ” esta sobrecarregado o sistema de justiça, o sistema de saúde, perda de produtividade, e destruição do meio ambiente ” – custa aos Estados Unidos 215,000 milhões de dólares por ano.

O economista Jeffrey Miron da Universidade de Harvard USA diz que a única coisa certa para os contribuintes, e terem mais gastos com policiais e soldados é mais homicídios.

“A política atual não está tendo um efeito na redução do uso de drogas”, Miron disse, “mas ele está custando ao serviços públicos uma fortuna. “

Desde o início, os parlamentares debateram ferozmente se a aplicação da lei, não importa o quão bem financiada, e bem treinados, os agentes jamais poderiam derrotar o problema das drogas .

O então senador do Alaska Mike Gravel, que tinha suas dúvidas, desde então, viu seus piores medos vir a tona.

“Olha o que aconteceu.

É uma tragédia em curso que nos custou um trilhão de dólares. E sobre carregou nossas cadeias e desestabilizou os países como México e Colômbia “, disse ele.

Em 1970 , os defensores disseram reforçar a aplicação da lei pode efetivamente fechar a fronteira sul dos EUA, e parar as drogas que entra no USA. Desde então, os EUA usaram patrulhas, postos de controle, cães farejadores, câmeras, detectores de movimento, sensores de calor, avião-robô, e até mesmo colocaram mais de 1.000 quilômetros de viga de aço, paredes de concreto e malhas pesadas, ao longo da fronteira da Califórnia ate o Texas.

Nada disso impediu as drogas.

O Escritório de Política Nacional de Controle de Drogas, diz cerca de 330 toneladas de cocaína, 20 toneladas de heroína e 110 toneladas de metanfetaminas são vendidas nos Estados Unidos a cada ano, quase toda esta droga vem através das fronteiras. Ainda mais a maconha é vendida, mas é difícil saber o quanto que é cultivado no mercado interno, incluindo vastos campos geridos pelos cartéis de drogas mexicanos em parques nacionais dos EUA.

Os vendedores de drogas que são pegos têm sobrecarregado os sistemas de justiça nos Estados Unidos, e em outros lugares. Os promotores dos EUA se recusou a prestar queixa em 7.482 casos de drogas no ano passado, a maioria, porque eles simplesmente não tem tempo. Isso é cerca de um em cada quatro casos de drogas.

Os Estados Unidos nos últimos anos prenderão milhares de suspeitos associados a quadrilhas de traficantes mexicanos, em seguida, soltou eles, alguns dos casos, o ministério público local, não poderiam fazer valer as acusações por falta de provas. Os suspeitos são, então, às vezes liberado, deportados ou absolvido. O Departamento de Justiça dos EUA nem sequer acompanhar o que acontece com todos eles

No México, os traficantes exploram um sistema de justiça quebrado. Os investigadores muitas vezes não conseguem coletar evidências convincentes, e às vezes são assassinados quando o fazem. Confissões são espancadas de suspeitos por policiais frustrados, mal pagos. Os juízes que já não fazem vista grossa para tais abusos libertam os suspeitos em exasperação.

Na prisão, os EUA ou México, os traficantes continuam a operar, ordenando assassinatos e organizarem a distribuição de seus produtos, mesmo de confinamento solitário no Texas e na Califórnia. No México, os presos às vezes pode até comprar o seu caminho para a liberdade.

A violência se estende do México na Cidade de Juarez.

O epicentro da violência do narcotráfico no México, 2.600 pessoas morreram no ano passado em violência relacionadas com cartel, fazendo com que a cidade de 1 milhão em todo o Rio Grande do El Paso, no Texas, um dos lugares mais mortais do mundo. Nem uma única pessoa foi processado por homicídios relacionados com o crime organizado.

Voce sabe que das 25 cidades mais violentas do mundo, 8 cidades são Brasileira?

E depois há o dinheiro.

A indústria das drogas mundial, por ano e de 320 bilhão de dólares já responde por um por cento de todo o comércio do planeta.

Um total de 10 por cento da economia do México é construída sobre rendimentos de drogas, $25000000000 contrabandeadas dos Estados Unidos a cada ano, dos quais 25 centavos de cada 100 dólares contrabandeados é apreendido na fronteira. Assim, não há incentivo para o tipo de reforma financeira que poderia domar os cartéis.

“Para cada traficante que você colocar na cadeia ou matar, há uma fila para substituí-lo, porque o dinheiro é tão bom “, diz Walter McCay, que dirige o Centro sem fins lucrativos para a Certificação Profissional da Polícia na Cidade do México .

O presidente mexicano, Felipe Calderón, diz que se a América quer corrigir o problema das drogas, eles precisam fazer algo a respeito da insaciável sede dos americanos por drogas ilegais.

Kerlikowske concorda,

O precidente Obama se comprometeu a fazer exatamente isso .

E, no entanto ambos os países continuam a gastar a maior parte de seus orçamentos de drogas na aplicação da lei, em vez de tratamento e prevenção.

” Orçamento de guerra contra as drogas recém, lançado do presidente Obama é essencialmente o mesmo que Bush, com cerca de duas vezes mais dinheiro indo para o sistema de justiça criminal em vez de tratamento e prevenção “, disse Bill Piper, diretor de assuntos nacionais da alianca políticas das Drogas sem fins lucrativos.

“Isso apesar das declarações de Obama na campanha eleitoral que o uso de drogas deve ser tratado como uma questão de saúde, e não uma questão de justiça criminal.”

Obama solicitou um recorde de 15.500 milhões de dólares para a guerra contra as drogas em 2011, cerca de dois terços do mesmo para a aplicação da lei para as linhas de frente da batalha: policiais, militares e agentes de patrulha de fronteira lutam para apreender drogas, e mandar para a prisão traficantes, e usuários.

Cerca de 5600 milhões de dólares seriam gastos em prevenção e tratamento.

“Pela primeira vez na história. No USA, o país tem diante de si uma administração que vê a questão das drogas em primeiro lugar através da lente do mandato de saúde pública,” disse o economista e especialista em política de drogas John Carnevale, que serviu três administrações e quatro secretários antidrogas.” Mas … parece que esse passo histórico políticamente tem alguns problemas com o seu orçamento de apoio.”

Carnevale disse que o governo continua substancialmente, o excesso de alocar recursos para as áreas que a pesquisa mostra que é menos eficaz – programas de interdição e fonte no pais em vez de mais recursos para o tratamento e prevenção.

Kerlikowske, que deseja que as pessoas parassem de chamar de “guerra” contra as drogas, freqüentemente fala sobre uma das ferramentas mais valiosas que eu encontrei, no qual a visão dos médicos para abuso de drogas durante os exames médicos de rotina. Esse programa teria um mero 7,2 milhões de dólares do orçamento de Obama.

” As pessoas vão dizer que não é suficiente. Eles dizem que o orçamento de drogas não mudou tanto quanto deveria. Eu não concordo com isso,” disse Kerlikowske. “Gostaríamos de fazer mais nessa direção. ”

Quinze anos atrás, quando o governo começou a contar os médicos para pedir aos seus pacientes informações sobre o uso de drogas durante os exames médicos de rotina, ele descreveu o programa como uma das maneiras mais comprovadas para intervir precocemente com supostos viciados.

“Nada acontece durante a noite “, disse Kerlikowske.

Até 100 anos atrás , as drogas eram simplesmente uma mercadoria. Então mudanças culturais ocidentais fez imoral e desviante, de acordo com a professora da escola de economia de londres Fernanda Mena .

Movimentos religiosos levou as cruzadas contra as drogas : ” Degeneração moral dos nativos ” Em 1904, um bispo episcopal retornando de uma missão no Extremo Oriente, defendeu a proibição do ópio após o ter observado em 1914, o New York Times relatou que a cocaína causou negros a cometer ” crimes violentos “, e que ela fez eles resistente a balas da polícia. Nas décadas que se seguiram, Mena disse, as drogas se tornou sinônimo do mau.

O precidente do Estados Unidos nos anos 70 Nixo n recorreu a essas emoções quando ele pressionou por sua guerra contra as drogas.

“Vício de entorpecentes é um problema que aflige o corpo e a alma da América “, disse ele em uma mensagem especial em 1971 para o Congresso. ” As drogas  vem discretamente e entra em sua casas e destrói crianças, move-se em bairros e quebra a fibra de comunidade que faz vizinhos. Devemos tentar entender melhor a confusão e desilusão e desespero que traz as pessoas, especialmente leva os jovens, para o uso de narcóticos e drogas perigosas “.

Apenas alguns anos mais tarde, 0  jovem Barack Obama era um desses jovens usuários, fumava maconha quando você podia pagar “, como ele escreveu em ” Dreams From My Father “. Quando perguntado durante a sua campanha se ele tivesse inalado o pote , ele respondeu : “Esse era o ponto. ”

Então, por que persistir com programas caros que não funcionam?

Departamento de Segurança Interna , Janet Napolitano, ex secretária , sentando-se com a AP na embaixada os EUA na Cidade do México, parou por um momentos na questão .

“Olha “, diz ela , começando devagar. ” Isso é algo que vale a pena lutar, porque a dependência de drogas é sobre a luta pela vida de alguém, a vida de uma criança, a vida de um adolescente, sua capacidade de ser um adulto bem sucedido e produtivo.

” Se você pensar sobre isso nesses termos, que estão lutando pela vida, e no México estão literalmente lutando pela vida, bem do ponto de vista da violência, você percebe que os riscos são demasiado elevados para deixar para la.”

Hoje nos brasileiros estamos enfrentando esta guerra, todos os países que lutaram contra as drogas usando, a policia, forcando o viciado a se tratar, com programas forcados, perderam esta guerra. cera que somos tão orgulhosos. Não ponto de pensar que a onde eles perderam nos iremos vencer, ou vamos olhar o que eles fizeram e usar aquilo que funciona, ou deu melhores resultados. E  ´mudar esta guerra, para programas de prevenção. Em vez de mais armas, mais tratamento. Vamos tentar especialmente mais programas de prevenção. Nao devemos esperar que nossos filhos se tornem jovens adultos para começarmos.

Devemos dar a eles uma chance.

Com melhores armas, os educandopara saberem se defender, e tomar a decisão  certa, quando sua hora chegar.

Apreendendo o que dizer a seus filhos em uma idade, bem jovem, vamos dizer começando aos 6 anos de idade, ele saberá o que dizer quando ele estiver nos seu 12 anos.

Você deve esta pensando este cara e doido, falar sobre drogas com meu filho aos 6 anos de idade, para que?

Eu trabalho com viciados em drogas, e já conheci crianças, com 7 anos, de idade que usam drogas, isto nos USA, no Brasil esta idade ainda e muito menor, sabendo o que dizer ao seu filho, você o esta dando uma chance na vida. Talvez você tem planos de falar a para ele sobre drogas aos 13 anos, nesta idade pelas pesquisas que mostram que 40% das crianças já viram alguém usando, e 15% já foram oferecidas drogas.

A decisão e sua.

Neste site você encontra, informações sobre todos os tipos de drogas. Gaste um tempo aqui aprendendo, sobre o que são, o que elas fazem, e qual e o melhor meio de ajudar seu filho, para terem um chance, de dizerem não as drogas.

Pode não parecer mas você e a influencia mais positiva na vida de seus filhos contra o mundo lá fora. De a eles uma chance, a uma vida melhor.

Não esqueça de nos compartilhar com seus filhos e amigos, no Facebook

Author: nilo48

Share This Post On
Share This

Share This

Curta este site informações neste site podem salvar vidas! Curta este site e mande para os seus amigos